Resenha: Cartas para Daniel + Entrevista com autora

quinta-feira, 17 de julho de 2014

Nome: Cartas para Daniel
Editora: Estrela
Páginas: 108
Autora: Déborah Marins

Sinopse: Ah... Daniel. Você passou por aqui e deixou toda essa bagunça. Me desculpa por ser tão agitada, sempre a mil por hora e em ritmo acelerado, me perdoa por te amar demais. Mas me ama de volta. Me trás de volta. Te dedico cada palavra de dor. Esse é um pedaço meu... Para você. Cartas para Daniel é uma coletânea de crônicas sobre um período de caos: a adolescência. E sobre o primeiro amor. E sobre deixar tudo isso para trás, para viver a vida adulta.



   Resenha:

   Quando eu fechei a parceria com a Déborah logo comecei a ler o seu livro. Eu não esperava muita coisa pois é romance, e eu não curto muito esse gênero, porém quando comecei a ler logo fiquei de boca aberta com o fato do livro ser esplendido. 
   O livro se trata de algumas cartas que foram escritas para Daniel, um antigo amor, mas nunca foram enviadas. Nessas cartas vemos um amor sendo expressado com palavras lindas e bem sentimentais, que deixam o leitor com o coração derretido. 
   Tem algo triste nisso: é que o livro é curto. Mesmo sendo curto, com uma leitura rápida ele é um livro bem gostoso. É daqueles que em uma manhã fria você pode pegar, ir para sala ou se enfiar em baixo das cobertas do seu quarto e ler por que simplesmente ama aquilo. É encantador! 
   Eu gostaria de poder falar mais sobre o livro, porém ele é pequeno. Mas que tal agora descobrirmos mais sobre a autora? 


Déborah Marins nasceu em outubro de 1995 e se apaixonou por palavras sete anos depois. Desde então inventa histórias e vive outras vidas. Tem paixão por fotografia, design e música. Quando não está escrevendo, lê e procura por novos seriados. Acredita fielmente que o fim do mundo vai ser um ataque alienígena. Cartas para Daniel é seu romance de estreia. Seu próximo livro se chamará Os Garotos e está em fase de produção.


   Quem quiser entrar em contado com a autora, ou sua obra é só clicar em cima de alguns dos links:



   E para quem quiser comprar seu livro, clique aqui.
  
   MAS AGORA VAMOS AO O QUE INTERESSA! 




Entrevista com Déborah Marins.


    1. Olá Déborah, tudo bem? Em primeiro lugar quero agradecer por ser parceira do blog e lhe parabenizar por seu livro, mas agora me conte: quando começou sua paixão pela leitura?

   As primeiras vezes que lembro que os livros estavam presentes na minha vida, foi por conta da minha mãe. Ela me levava, quando criança, em uma biblioteca volante — que era uma kombi, que passava no meu bairro a cada quinze dias. Você podia escolher um livro deles e devolver na próxima vez que eles voltassem. Me lembro bem que um dia escolhi um livro grande e a dona da biblioteca disse: “Tem certeza? Como você vai conseguir ler isso? É um livro muito grande para uma garota da sua idade ler em quinze dias”. Acabou que eu li em um único dia. 

   Depois disso, várias e várias vezes meu pai me presenteou com livros. Aliás, foi ele que me levou na minha primeira Bienal.

Os dois tiveram um papel intenso na minha paixão pela leitura.

   2. E quando você começou a querer ser escritora?

   Sempre! É engraçado pensar nisso, mas desde que aprendi a escrever, com pouquíssimos anos de idade, já comecei a inventar pequenas histórias. Eu tinha diários que contava o que acontecia comigo na escola. O que é um tanto quanto bobo, se for para analisar o conteúdo. Mas é uma parte de mim que me orgulho, de uma forma bobinha.

   3. Seu livro reflete alguma parte da sua vida em questão?

   Ser escritor é uma profissão completamente intensa, não há formas de ser imparcial ou cínico. É uma profissão que é necessária a emoção e a intensidade. Eu considero que tudo que escrevo tem um pouco de mim, mas não necessariamente é sobre mim.

   4. Como foi o apoio dos seus pais e amigos para que esse livro fosse escrito?

   Eles sempre me incentivaram, principalmente meus amigos. Eles que foram meus leitores- beta mil e uma vezes. E tanto esse quanto os outros livros — que ainda estão sendo escritos — contaram com um imenso apoio deles.

   5. Muitos querem ser escritores, mas falta coragem. Qual a sua dica?

   De certa forma, até entendo essa vergonha. É um medo e tanto pensar que seu livro, depois de publicado, pode ser lido por qualquer pessoa em qualquer lugar. As que você ama e as que você odeia. É um peso e uma responsabilidade. Como já disse, escrever é ser abrir, deixar um pedaço seu naquelas páginas. E entendo quando uma pessoa tem vergonha de publicar, deixar sua obra pública e se abrir para qualquer pessoa.

Eu sou muito tímida. Mesmo! Divulgo o livro pela internet, participo de bate-papos e conversas em grupos, mas na vida real… Eu sou um completo bichinho do mato. O negócio é deixar a vergonha de lado. Não tem mistério e é a única solução.

   6. Seu próximo livro, Os Garotos, está sendo escrito. Tem data de previsão para ser publicado?

   Infelizmente ainda não. Ainda estou escrevendo-o e quero que esteja perfeito aos meus olhos. Até eu enxergar um livro que não precise de mais mudanças. Depois disso, ele vai ser publicado.

   7. Você poderia matar um pouco a curiosidade de todo mundo e nos dar apenas um trechinho do seu novo livro? Se não for problema, é claro.

   Vou deixar esse quote aqui, é uma das minhas frases favoritas desse livro <3

“Era isso.
Era o fim.
Era o fogo que se apagou, a folha que caiu, a força que se esvaiu. Era o fim. E eu já sentia a sua falta. Você não vale a pena e eu não consigo parar de sofrer. Você não presta e eu não deixo de me importar. 
Você me troca e destroca, me bagunça e desordena.
Vai embora. Me deixa. Fica. Me parte. Me divide ao meio em todas as opiniões. Me ama, me perde, te perco, me encontra, me busca, te procuro, te acho, te lanço, te laço, em cada passo, um pedaço. Eu em você.”

   8. Bom, agora só quero mesmo é agradecer por ter confiado no meu blog para ser parceiro e quero lhe dizer mais uma vez que o livro é incrível, muito sucesso!

   Eu que agradeço, fico feliz que tenha se interessado no meu livro e pelo meu trabalho. E gostaria também de agradecer aos leitores do seu blog. Espero que gostem do livro, foi feito com muito amor, carinho e noites de insônia.

   E CHEGAMOS AO FIM DESSE POST. Espero que tenham gostado e até mais. 

Por: Ana K.



8 comentários :

  1. Para tudooooo! *o* estou apaixonada por essa capa <3 e pela sua resenha o livro parece ser muito bom! Estou ansiosa pra ler já :o Amei!

    Beijooos <3

    Blog: http://cerejamutanteblog.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Oi Aninhaaaa!!!

    Aaah que fofura de livro!
    Não sou chegada a romances, mas tem vez que me bate uma deprê e preciso deles para me ajudarem a chorar.

    Achei a autora super fofa! ^_^
    E concordo com ela na parte que ela diz que rola um medinho na hora de publicar seu livro, pois tooodos podem ler! haha
    Tenho algumas coisas escritas (mais puxado para aventura e terror) que não deixo ninguém ler! haha
    Mas quem sabe um dia eu deixo não é?! =P

    Beijokinhas da Giii
    http://aestranhaestantedagi.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Gostei e muito da sua resenha e o livro parece ser muito interessante!
    A autora está de parabéns! Também gostei bastante da entrevista dela!

    Beijos
    http://estantedafer.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  4. Já tinha visto essa capa em algum outro blog e me apaixonei! Adorei a entrevista com a autora, parece ser um bom livro!
    Beijos
    http://estante-da-ale.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Oi, tudo bem?
    Nossa, fiquei curiosa para ler essas cartas!
    Pena que o livro é curto :(
    Adorei a entrevista, a autora parece ser super simpática!
    Beijos... Samantha Culceag.
    Só pra Menores

    ResponderExcluir
  6. Oi, tudo bem?
    Não conhecia o livro e fiquei super curiosa para ler. Gosto muito de romances e com cartas fica ainda melhor!
    Gostei muito da entrevista da autora, gosto de conhecer melhor os autores nacionais!
    Beijos!
    http://borboletasliteraria.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Eu não conhecia o livro, tampouco a autora. Assim, achei a capa legal e tudo mais, a sinopse também, mas não gosto de livros crônicas, não consigo ler, sei lá, me bate um bloqueio desesperado e sempre desisto! Adorei a entrevista!, é, os autores brasileiros enfim mostrando as caras! \o/

    http://paradoxoemserie.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Ainda não conhecia o livro mas fiquei completamente encantada!
    Essa história parece ser linda e fofa. (eu adoro livros assim rsrsrs)
    Adorei a entrevista com a autora e assim como ela sou bemmmm tímida na vida fora da Internet eheheh
    E esse quote.....gente que perfeição!Só me fez ficar com mais vontade ainda de ler o livro!
    Beijos
    EmyLu- Louquinha por Livros

    ResponderExcluir

Design e programação por: Lucas Freitas • Powered by Blogger • Todos os direitos reservados • - 2015 - • UP